G2 Blog voltar

Os riscos da falta de água

Com pouca volume de chuva e o mau uso da população, março pode ser decisivo sobre a falta de água

Postado em 22 de janeiro de 2015

Um estudo divulgado recentemente pela Agência Nacional de Águas (ANA) traz dados preocupantes sobre o recurso natural sem o qual não há vida na Terra. De acordo o “Atlas Brasil – Abastecimento Urbano de Água”, o crescimento da população e as condições ruins de infraestrutura de diversos municípios brasileiros farão com que a demanda seja maior que a oferta de água em 55% das cidades. A previsão de déficit no abastecimento se deve à perspectiva de crescimento da população brasileira. Até 2025, a tendência é que o Brasil tenha 45 milhões de habitantes a mais. Atualmente, o país oferece 587 mil litros de água por segundo para uma demanda de 543 mil litros por segundo. É preciso aumentar a produção em cerca de 137 mil litros por segundo para suprir o uso individual e de indústrias.

Hoje, cerca de 16% das cidades do país têm algum problema de abastecimento. Para tratar também os esgostos jogados nos rios, o que impede a reutilização das águas, serão necessários cerca de R$ 70 bilhões. Março pode ser o limite! A projeção do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres do Ministério da Tecnologia aponta que se a chuva for somente 10% da média histórica durante o verão, a água do volume morto do Cantareira pode se esgotar em março. Caso a chuva mantenha a média de dezembro de 2014 (74,9% do previsto para o mês), a água pode acabar em junho, segundo a projeção. O presidente da Sabesp não descartou essa previsão. Hoje, o governo do estado só tem autorização para usar a água do segundo volume morto.

infografico_agua

Nós, como população que faz uso da água podemos agir com estratégias simples para economizar e poupar o uso da água.

Substituir um banho de 15 minutos com registro meio aberto por um banho de 5 minutos com o registro fechado ao se ensaboar reduz o gasto de 135 litros para 15 litros de água.

Escovar os dentes por 5 minutos com a torneira aberta gera um gasto de 12 litros de água . Você pode utilizar um copo de água, que gasta cerca de 0,5 litros.

Coletar a água da chuva para os serviços diários como lavar o chão e regar as plantas.

Ao lavar o carro, utilize baldes com panos. Não utilize a mangueira. Você reduzirá o gasto em 560 litros.

Ao lavar a louça, organize os utensílios e os enxágue todos juntos ao final.

Regar as plantas no horário adequado. Antes das 8h  ou após às 19h, ajuda a reduzir o excesso de evaporação da água.

São soluções práticas que estão ao nosso alcance e podem ser realizadas com facilidade no dia-a-dia. Basta pensar no seu próprio bem estar e na preservação do planeta.

Tags:
Compartilhe:

11 4743-3979 A G2 te liga
X

Deixe seu nome, telefone e horário que prefere ser contactado pela nossa equipe.

Seu nome (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Horário de preferência para receber nosso contato